Os planos do grupo Samra Midas para a SM Line passam por duplicar o seu valor no espaço de um ano, fazê-la crescer dos actuais cerca de 50 mil TEU de capacidade para a casa dos 200 mil TEU, e alargar o seu network à Costa Leste dos EUA e da América do Sul.

SM Line

Para tal, o grupo sul-coreano vai integrar na SM Line (a mais recente companhia de transporte marítimo de contentores do mundo) a Korea Shipping Corporation e a Woobang Engineering & Construction. O objectivo é aumentar o “fôlego” financeiro da SM Line.

“A SM Line continuará os investimentos para expandir sua frota de navios porta-contentores e o seu network. Através da fusão [por absorção das duas outras companhias do grupo], que expandirá o seu capital, melhorará o cash flow e aumentará a capacidade de endividamento, a companhia poderá reforçar a sua competitividade e tornar-se uma força na indústria”, refere o comunicado do grupo.

A Samra Midas, mais conhecida como empresa de construção, entrou no mundo do shipping há quatro anos, quando assumiu o controlo da Korea Line Corporation, especializada no transporte de granéis sólidos. Esta assumiu, depois, a extinta Samsun Logix através de uma conversão de dívida em capital, e foi rebaptizada de Korea Shipping Corporation.

A Woobang Engineering & Construction é, como o nome indica, uma empresa da área da construção civil e imobiliária, uma verdadeira “cash cow” cujos lucros servirão para alimentar os planos de expansão da SM Line.

A SM Line foi lançada pela Samra Midas no início deste ano para assumir alguns dos activos da extinta Hanjin Shipping (estava para ser a Korea Shipping Corporation, mas os demais accionistas recusaram). A SM Line iniciou as operações no intra-Ásia e no trans-Pacífico, tendo construído uma frota de mais de 30 navios num curtíssimo período de tempo.

 

Comments are closed.