Para fazer face à concorrência acrescida que representam a liberalização do transporte rodoviário de passageiros de longo curso e os serviços de partilha de automóveis, a SNCF propõe-se reforçar a oferta “lowcost” na ferrovia e na rodovia, sob a marca “Oui”.

SNCF Ouigo

Já em 2016, os servilos de Alta Velocidade “lowcost” “Ouigo” servirão mais oito estações no Norte e Oeste de França: Tourcoing, TGV HautPicardie, Nantes, Rennes, LeMans, Angers, Roissy-Charles-de-Gaulle e Massy TGV, com uma oferta de quase 50 viagens por semana. A SNCF prevê disponibilizar mais de seis milhões de bilhetes com tarifas desde 10 euros.

Já os serviços da OuiBus (a actualiDBus) serão duplicados para 136 rotas diurnas e nocturnas entre 46 origens/destinos. A empresa irá oferecer quatro milhões de lugares a partir de cinco euros.

Com este reforço da oferta “lowcost”, a SNCF estima transportar dez milhões de passageiros nos seus serviços “Oui” já em 2016 e atingir os 18 milhões logo em 2018.

Desde 2012, os serviços rodoviários de passageiros da SNCF “iDBus” transportaram 1,5 milhões de passageiros, enquanto os TGV “Ouigo” transportaram seis milhões de passageiros em dois anos.

Tags:

Os comentários estão encerrados.