A Mystic Cruises, de Mário Ferreira, foi a única companhia a encomendar novos navios de cruzeiro no ano em curso, em todo o mundo.

A frota mundial de navios de cruzeiro conta 370 navios. A esses deverão juntar-se outros 104, nos próximos oito anos, de acordo com um balanço feito pela VesselsValue. No ano em curso, a carteira de encomendas cresceu apenas quatro unidades, todas da responsabilidade da Mystic Cruises, refere a consultora.

A companhia de Mário Ferreira encomendou mais quatro navios de expedição aos estaleiros da Westsea, em Viana do Castelo, num investimento avaliado em cerca de 287 milhões de euros. As entregas deverão acontecer a partir de 2022, ao ritmo de uma embarcação por ano. Até lá, a concessionária dos ex-ENVC terá ainda de construir e entregar mais dois navios da mesma classe: o MS World Voyager, que se prepara para iniciar os testes de mar, e o MS World Discover. O MSC World Explorer começou a operar no ano passado.

Nos últimos dez anos, a frota mundial de navios de cruzeiro cresceu 65% em capacidade, para cima dos 700 mil passageiros, assinala a VesselsValue. No ano passado saíram dos estaleiros 24 novos navios. Para este ano estavam previstos 23, e 25 para 2021 e 2022. E a ser assim, em 2024 a capacidade mundial deverá atingir o milhão de passageiros.

Com a eclosão da Covid-19, a actividade dos cruzeiros caiu cerca de 50%, calcula a consultora. Várias companhias têm adiado a retoma das operações e haverá mesmo casos de navios que não deverão realizar qualquer viagem no ano em curso.

Ainda assim, tudo sopesado, a VesselsValue sublinha que a tendência da actividade será de crescimento, apesar dos riscos, desde logo de excesso de capacidade.

 

Comments are closed.