O investimento em autocarros a gás natural tem-se revelado um bom investimento e um factor de competitividade para a SCTP, garante o operador público, que fala em poupanças globais de 21,9 milhões de euros.

Os autocarros alimentados a gás natural custam mais de cerca de 20% que os congéneres movidos a gasóleo. A isso acresce o investimento nas instalações adaptadas (desde logo, a estação de enchimento) e na manutenção. Ainda assim, sustenta o presidente da empresa, o investimento extra é amortizado em três anos e meio.

Nos últimos 13 anos, a SCTP adquiriu 254 autocarros alimentados a gás natural, sendo hoje maioritários na frota da operadora pública da Invicta, que detém 475 veículos.

Ao longo desse tempo, disse Velez Carvalho, a STCP poupou 21,9 milhões de euros em combustível. Só no ano passado, a poupança terá atingido os 4,6 milhões de euros.

Acresce a redução das emissões poluentes, quantificada em 1 600 toneladas de CO2 só em 2013.

Velez Carvalho avançou estes dados na conferência “Gás Natural em Portuga”, realizada na Alfândega do Porto.

Comments are closed.