A STCP vai renovar a frota 188 autocarros “limpos” até 2020, num investimento de 47,5 milhões de euros. Os primeiros começaram hoje a circular.

Este ano, está previsto que entrem em funcionamento 50 veículos desta nova frota (15 eléctricos e 35 a gás natural), em 2019, entram em circulação mais 60 e em 2020, entram ao serviço mais 78.

“A STCP irá abater 188 autocarros, o mesmo número que agora se propõe substituir neste investimento, aumentando para 81% do total, a percentagem dos veículos verdes da frota”, lê-se no dossier distribuído à imprensa.

O projecto foi co-financiado pelo PO SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Três dos novos autocarros entraram hoje em circulação nas linhas 201 Aliados-Viso, 302 Aliados-Damião de Góis e 303 Circular Praça-Constituição. O ministro do Ambiente acompanhado de autarcas da Área Metropolitana do Porto (AMP) fizeram a primeira viagem num autocarro “limpo”.

João Pedro Matos Fernandes admitiu que este investimento é “fundamental para melhorar as condições de mobilidade da AMP”, sublinhando o facto de se tratar de uma escolha “muito mais eficiente do ponto de vista ambiental”.

O ministro do Ambiente também apontou que este é “um importante contributo para os compromissos que Portugal tem no âmbito do acordo de Paris”, referindo-se ao facto de o país ter de reduzir em 25% as emissões atmosféricas até 2030.

O governante enumerou outros investimentos, nomeadamente na Carris, e apontou que em Maio será aberto um aviso de mais 18 milhões de euros para comprar mais autocarros “limpos”.

A STCP é agora gerida por seis municípios da AMP – Porto, Vila Nova de Gaia, Maia, Matosinhos, Gondomar e Valongo – algo recordado e valorizado pelo presidente da Área Metropolitana, Eduardo Vítor Rodrigues, que aproveitou a cerimónia para deixar um desafio ao Governo: “Continuem a acreditar nos municípios”.

Já o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, reforçou “a sustentabilidade dos novos autocarros”, mostrando-se confiante de que “com mais conforto e com melhorias para o meio ambiente, os utentes voltem a confiar nos transportes públicos”.

Comments are closed.