A Stena Line anunciou que vai testar a utilização de baterias nos seus navios. Os testes arrancarão ainda antes do Verão, numa primeira fase em manobras portuárias e, depois, em navegação.

A primeira fase, que se concentrará no uso de baterias para alimentar os propulsores de proa e manobras de acostagem no navio Jutlandica, recebeu apoio e financiamento do governo sueco e da União Europeia.

A segunda fase será, por sua vez, dividida em duas. Primeiro, a embarcação será operada com electricidade num percurso de dez milhas, o equivalente à distância entre Gotemburgo e Vinga Lighthouse, na Suécia. Depois, a capacidade das baterias será aumentada, passando o navio a ter uma autonomia de 50 milhas náuticas, o que lhe permitirá ir de Gotemburgo a Frederikshaven (Dinamarca).

As baterias testadas utilizam uma tecnologia híbrida e são carregadas com o navio conectado à fonte de energia em terra, embora também seja possível fazê-lo durante a operação.

Se a iniciativa for bem-sucedida, a Stena Line admite instalar baterias em outros navios de sua frota, que conta um total de 38 embarcações.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.