A China Communications Construction Group (CCCG) desistiu de construir um terminal de contentores de águas profundas na Suécia face à oposição dos media e comunidade locais.

O terminal, previsto para a localidade de Brofjorden, seria o maior dos países nórdicos. A iniciativa da companhia controlada por Pequim inscrevia-se na iniciativa da Nova Rota da Seda chinesa.

Foi no Outono passado que representantes do CCCG abordaram o município de Borfjorden com o projecto do novo porto. E seria agora que os emissários chineses deveriam regressar à Suécia com as respostas às questões levantadas pelas autoridades sobre o desenvolvimento do empreendimento.

Facto é que a ideia do novo terminal de contentores “made by China” não agradou à população local, por questões de segurança e de ambiente, e as reticências foram amplificadas pelos media.

Resultado: os investidores chineses desinteressaram-se do projecto.

Actualmente, o porto de Brofjorden é operado por uma refinaria e apenas movimenta produtos energéticos.

 

Comments are closed.