A TAAG deverá renovar a frota em 2019 e 2020, com aviões Boeing de médio e longo curso, com o objectivo de tornar a companhia mais apetecível para investidores privados.

TAAG vai adquirir aviões de médio e longo curso

O novo presidente da Comissão Executiva da TAAG disse que a privatização da companhia vai ser feita “gradualmente”, devendo, primeiro, criarem-se condições “adequadas e atractivas” para o investimento privado,
noticiou a imprensa angolana.

Após a tomada de posse, Rui Carreira disse que a intenção da nova administração é transformar a companhia numa empresa “mais competitiva”, que “prime pela excelência” dos seus serviços.

A nova administração, acrescentou o antigo director do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC), vai procurar dar maior atenção aos clientes, visando enquadrar as vertentes comercial, financeira e operacional no contexto actual em que a TAAG “não terá mais o apoio do Estado”.

Segundo Rui Carreira, o maior projecto da companhia angolana de bandeira passa pela substituição da sua frota, com novas aquisições de aviões para os voos de médio curso e visando a conquista do mercado africano.

A TAAG deverá adquirir, em 2019, onze aviões de médio curso, além de aeronaves de última geração do tipo Boeing 787 para as rotas de longo curso, tal como indicou João Lourenço, a investidores norte-americanos num encontro à margem da participação do Presidente angolano na 73.ª Assembleia Geral da ONU, em Setembro.

A compra de novos aviões, que deverá ser concretizada até 2020, vai permitir à TAAG concorrer em igualdade de circunstâncias com outras companhias na conquista do mercado africano.

A decisão tem também como pano de fundo a conclusão das obras de construção do novo aeroporto de Luanda, assim como a transformação da TAAG em sociedade anónima.

A actual frota da TAAG é composta por 13 aviões Boeing, três dos quais 777-300 ER, com mais de 290 lugares e que foram recebidos entre 2014 e 2016. A companhia conta também com cinco 777-200, de 235 lugares, e outros cinco 737-700, com capacidade para 120 passageiros, estes utilizados nas ligações domésticas e regionais.

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.