Entre 11 de Julho e 30 de Setembro, a TAP operará voos diários entre Lisboa e a Venezuela. O aumento da oferta será gradual e arrancou no início de Junho.

“Vamos aumentar a frequência, dentro do planeamento normal que já tínhamos para este ano, passando de três para quatro voos a partir de 1 de Junho, de quatro para cinco a partir de 1 de Julho, de cinco para seis a partir de 7 de Julho, e a partir de 11 de Julho efectuaremos um voo diário até 30 de Setembro”, disse uma fonte da transportadora à “Lusa”.

No imediato, haverá voos às terças, quartas, sábados e domingos. Em Julho será primeiramente adicionada a saída à sexta-feira, depois à segunda-feira e finalmente à quinta-feira.

A taxa de ocupação dos voos da TAP entre Portugal e a Venezuela para os próximos meses ronda os 100% e “os voos estão garantidos”, acrescentou a mesma fonte.

Sobre o anúncio do governo venezuelano de alteração da cotação do bolívar relativamente ao dólar, explicou que “houve alarme nos primeiros dois dias após a saída das notícias, com muita gente a ligar e a aparecer, mas depois normalizou-se”. “No nosso caso, já temos os voos praticamente todos reservados neste período de alta procura dos nossos clientes. A comunidade portuguesa reserva com antecedência bastante grande, de seis, sete e oito meses”, disse.

Sobre as dificuldades das linhas aéreas em efectuarem o repatriamento de capitais correspondentes à venda de bilhetes (na sequência do controlo cambial em vigor, que impede a livre obtenção de moeda estrangeira no país), a TAP diz-se esperançada numa pronta normalização da situação.

Comments are closed.