A TAP e a Airbus anunciaram, hoje, uma encomenda firme de 53 aviões “widebody”, onde se incluem 14 A330-900neo e 39 A320neo (15 A320neo e 24 A321neo).

TAP - A321 Neo

No dia seguinte à assinatura do contrato de privatização de 61% da companhia aérea, o consórcio Atlantic Gateway dá o pontapé de saída para a renovação da frota.

O negócio – de que não se conhece o montante nem o prazo de concretização – contempla também a substituição da anterior encomenda de 12 A350-900 pelos A330-900neo. Uma troca que no imediato é vantajosa para a TAP em termos financeiros.

A frota da TAP é totalmente constituída por aviões Airbus, contando-se actualmente 43 A320 e 18 “widebody”.

“A nossa última encomenda para 14 Airbus A330-900neo e 39 A320neo reflecte o nosso compromisso de fornecer aos nossos clientes a próxima geração de aviões de consumo eficiente de combustível”, afirma, citado no comunicado de imprensa, o CEO da TAP, Fernando Pinto.

“O A330neo, tal como o modelo A320neo, vão dar-nos a flexibilidade para entrar em novos mercados e melhorar a frequência dos já existentes, devido à combinação de alta fiabilidade, baixos custos de operação e conforto excepcional”, acrescenta.

“Com esta encomenda de 53 novos aviões, uma nova TAP nasce. Esta encomenda mostra a confiança da Airbus no futuro da TAP e o compromisso da TAP em ter os melhores produtos para os seus clientes. Estes são os aviões ideais para as actuais rotas da TAP e para os mercados em expansão. Além disso, a Airbus tem orgulho na força e profundidade da sua relação com a TAP e com os seus novos accionistas. A família A330neo é a mais eficiente do mundo em termos de custos e o ‘widebody’ A330neo e o modelo A320neo, o avião de corredor único de selecção”, indica, na mesma nota de imprensa, John Leahy, director de operações com clientes da Airbus.

Tags:

Comments are closed.