O navio “Rio Verde”, ao serviço de Maersk Line, foi o primeiro a escalar o terminal de contentores de Buenaventura, promovido pelo Grupo TCB.

O novo terminal tem uma capacidade instalada de 240 mil TEU/ano, dispondo de uma frente de cais de 440 metros e fundos de -13 metros e uma superfície de 14 hectares. Quanto a equipamentos de movimentação de cargas, o grupo catalão anuncia 2 pórticos post-panamax, uma grua panamax, sete RTG e dois reachstackers.

Quando completo, o novo terminal terá capacidade para movimentar 1,3 milhões de TEU anuais.

O porto de Buenaventura, na Colômbia, localiza-se próximo do Canal do Panamá, na costa do Pacífico, está equidistante relativamente à América do Norte e à América do Sul e é o mais próximo do Extremo Oriente na América Latina.

Com o terminal de Buenaventura passam a ser dois os terminais de contentores geridos pelo Grupo TCB na América Latina. O outro é o terminal de Paranaguá, no Brasil.

O Grupo TCB é participado pela portuguesa Finpro (holging criada por Horácio Roque, Américo Amorim e CGD), que adquiriu 30% em parceria com os australianos da Queensland Investment Corporation.

 

Os comentários estão encerrados.