À entrada para o último mês do ano, faltavam mais de 62 mil TEU à concessionária do terminal de contentores de Leixões (TCL) para fixar um novo recorde.

TCL

Em Novembro, o movimento de contentores no porto nortenho cresceu mais 8%, em termos homólogos, tendo chegado aos 51 971 TEU, anunciou a TCL.

No acumulado desde o início do ano, Leixões passou a somar 596 840 TEU, um resultado mais alto em 5,4% do que o alcançado nos primeiros 11 meses.

Assim sendo, e à entrada para o último mês do ano, tornou-se evidente que o resultado anual de 2015 (cerca de 615 mil TEU) será largamente ultrapassado, mas dificilmente será superado o recorde absoluto de 659 mil TEU alcançado em 2014. Para chegar a um novo máximo histórico seria preciso processar mais de 62 mil TE, tarefa praticamente impossível.

Certo é, no entanto, que o terminal de contentores de Leixões continua a trabalhar sobre a capacidade limite das instalações, constrangimento que só poderá ser ultrapassado com a ampliação do terminal de contentores Sul. A  decisão estará iminente mas as obras, essas ainda demorarão alguns anos a ficar concluídas.

 

Comments are closed.