A TCL, concessionária do terminal de contentores de Leixões, formalizou hoje a candidatura à concessão do terminal de contentores do porto exterior de Ferrol, na Galiza. “É o primeiro passo de uma estratégia de expansão”, afirmou Lopo Feijó ao TRANSPORTES & NEGÓCIOS.

O novo terminal de contentores de Ferrol ocupará uma área de 29 hectares e disporá de uma frente de cais de 780 metros (prolongável até aos 1 460 metros), com fundos de -20 metros. A obra de infra-estrutura será desenvolvida pela Autoridade Portuária de Ferrol-San Cibrao, que a disponibilizará ao futuro concessionário de forma faseada.

A concessão do terminal será feita por um prazo de 35 anos. O concessionário terá de investir nos equipamentos de movimentação de cargas e outros necessários à operação. E ficará obrigado a cumprir com mínimos de actividade.

O porto de Ferrol situa-se no extremo noroeste da Península Ibérica, na província da Corunha, a cerca de 300 quilómetros de Leixões.

Ao TRANSPORTES & NEGÓCIOS, Lopo Feijó, presidente executivo da TCL, justificou esta aposta com a “intenção de construirmos uma posição forte na costa atlântica” pelo que, admitiu, “este é um primeiro passo, a que se seguirão outros”.

A concessionária do terminal de contentores de Leixões conta com o seu konw-how de dez anos de operação para levar a bom porto o projecto, se ganhar a concessão. Lopo Feijó lembra o facto de se tratar de um “terminal que irá nascer de raiz, o que implica sempre algumas condicionantes” mas sublinha “as potencialidades para servir as regiões da Galiza e da Cantábria”.

A TCL candidata-se à concessão através da Ferrol Container Terminal, uma sociedade de direito espanhol constituída para o efeito e detida a 100% pela empresa portuguesa.

O prazo para a apresentação das propostas termina hoje, desconhecendo-se ainda se a TCL terá a concorrência de outros candidatos. A abertura das propostas está agendada para a próxima sexta-feira, dia 20.

Comments are closed.