A Ferrol Container Terminal, controlada a 100% pela TCL, deu hoje mais um passo para ganhar a concessão do terminal de contentores do porto exterior de Ferrol, na Corunha, ao ver a sua proposta aceite pelo júri.

Tal como o TRANSPORTES & NEGÓCIOS anunciou em primeira mão, hoje cumpriu-se, na sede da Autoridade Portuária de Ferrol-San Cibrao, o acto de abertura das propostas. E, tal como previam os seus responsáveis, a proposta apresentada pela concessionária do terminal de contentores de Leixões – a única a concurso – foi aceite sem reservas.

O próximo passo será a avaliação técnica da proposta à luz dos requisitos impostos pelo caderno de encargos, que a administração do porto de Ferrol já classificou de bastante exigentes.

Se tudo correr sem sobressaltos, a decisão do concurso deverá ser conhecida dentro de um mês, um mês e meio. E, à falta de concorrência, bastará à TCL (através da sociedade-veículo galega) cumprir com os mínimos exigidos para arrebatar a concessão.

Em causa está, recorde-se a concessão, por um período de 35 anos do terminal de contentores que o Porto de Ferrol está a desenvolver no porto exterior. Os responsáveis do porto querem o terminal a operar ainda em 2012 (de forma faseada). Na sua fase final de desenvolvimento, a infra-estrutura terá uma capacidade instalada de cerca de um milhão de TEU/ano.

O investimento da TCL na Galiza foi apresentado nos últimos dias como uma resposta e uma alternativa aos entraves levantados à expansão do terminal de Alcântara, operado pela Liscont, também controlada pelo grupo Mota-Engil.

 

Comments are closed.