Dez reservatórios com um peso total de 400 toneladas, foram transportados, Tejo acima, entre o Terminal Multiusos do Beato (TMB) e a Póvoa de Santa Iria.

Nem de propósito. No dia em que foi apresentado o estudo sobre a navegabilidade do rio Tejo, concluiu-se a operação de transporte de dez reservatórios destinados à Central de Cervejas, em Vialonga, com a via fluvial a substituir a rodovia.

Os dez reservatórios, de 40 toneladas cada um, chegaram ao porto de Lisboa por via marítima e foram descarregados inicialmente no Terminal Multiusos do Beato em meados de Julho.

A operação de transporte entre Lisboa e Póvoa de Santa Iria, usando a via navegável do Tejo, decorreu entre 29 de Julho e o dia de hoje, com dois reservatórios a serem transportados a cada dia.

O trajecto fluvial de 17 quilómetros de extensão demorou cerca de três horas, com um rebocador a puxar um pontão carregado com dois reservatórios.

Comments are closed.