Robert Yildirim, o presidente do Grupo Yildirim, estará em Leixões na próxima sexta-feira, a propósito do projecto de investimento da Yilport na reconversão do terminal de contentores Sul.

Robert Yildirim far-se-á acompanhar por Christian Blauert, o CEO da Yilport, a holding que agrupa os activos portuários do grupo turco. E terá à sua espera a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino. Além, claro, dos administradores da APDL.

A sessão, a decorrer no terminal de cruzeiros de Leixões, servirá para apresentar o projecto de investimento, acordado no âmbito da renegociação da concessão da TCL em Março de 2017 (mas só validada meses depois).

Na altura, recorde-se, ficou assente que a concessionária investiria 43,3 milhões de euros (15,9 milhões de euros no terrapleno e 27,5 milhões em equipamentos) na ampliação da capacidade do terminal de contentores Sul, que passaria de 450 mil para 660 mil TEU.

O prazo para a realização dos trabalhos foi fixado em 42 meses. Entretanto decorreu mais de um ano e das esperadas obras no terminal pouco se viu, o que levou os mais cépticos/críticos a questionarem a capacidade da Yilport para fazer o investimento.

Entretanto, o Governo apresentou o PNI 2030, que mantém para Leixões o projecto do novo terminal de contentores de -14 metros (que poderá interessar à Yilport) e acrescenta-lhe a reconversão do terminal de contentores Norte (concessionado à TCL / Yilport Leixões).

Sexta-feira se saberá se estes investimentos estarão também na agenda de Robert Yildirim e se serão tema de conversa com Ana Paula Vitorino.

 

This article has 1 comment

  1. Sempre espera-se crescer e este é sinal de crescimento no sector de transportes de bens e serviços. Facilitador nas transações e acelerador na melhoria e qualidade de servicos.
    Penso ser bom ponto de vista tanto na articulação de transportes de bens como também serve de acelerador econômico.