A Global Ports Holding (GPH), que lidera o terminal de cruzeiros de Lisboa, adquiriu o controlo do Venezia Terminal Passeggeri.

Terminal de cruzeiros de Veneza

O negócio foi feito através da Venezia Investimenti, de que a GPH detém 50% estando os restantes distribuídos pela Costa Crociere, MSC Cruises e Royal Caribbean.

A operadora turca, a maior da Europa no sector, adquiriu 48% da APVS, que detém a maioria do terminal de cruzeiros de Veneza, e 85% da Finpax, que controla outros 22,1%. Os montantes envolvidos nos negócios não foram divulgados.

A SAVE mantém a sua posição de 22,1% e  a Câmara de Comércio de Veneza controla 2,64% do terminal veneziano.

O Venezia Terminal Passeggeri foi criado em 1997 pela autoridade portuária. Gere dez terminais multifuncionais e sete docas nas áreas de Marittima, San Basilio e Riva dei Sette Martiti do porto italiano.

A Global Ports Holding imtegra, juntamente com a Royal Caribbean, a Creuers Barcelona e o Grupo Sousa, o consórcio que deteém a concessão do terminal de cruzeiros de Lisboa.

 

 

Comments are closed.