A Tecon Rio Grande (TRG), concessionária do terminal de contentores de Rio Grande, no Brasil, está a investir 40 milhões de dólares em equipamentos para receber mais e maiores navios. O prolongamento do cais será o próximo passo.

Terminais de contentores - Tecon Rio Grande

Os equipamentos adquiridos incluem três pórticos de cais da chinesa ZPMC, com um alcance de 22 filas de contentores, e oito RTG. Com eles, o terminal passa a dispor de nove pórticos de cais e 22 RTG semelhantes.

Adquiridos foram também 42 cabeças tractoras e 18 plataformas para transporte de contentores.

Com os investimentos agora realizados, o terminal ficará capaz de receber os maiores navios que são esperados nos próximos tempos nos portos da costa atlântica da América do Sul. A produtividade poderá crescer 45%, esperam os responsáveis.

No ano passado o terminal de contentores de Rio Grande movimentou 743 mil TEU, o que representou um aumento de 3,2%. Actualmente são 14 os serviços deep sea a escalarem o porto brasileiro.

Em projecto está já a expansão da frente de cais, dos actuais 900 metros para 1 200 metros, que poderá avançar ainda no decorrer do próximo ano.

A Tecon Rio Grande é detida pela Wilson Sons, um dos maiores operadores de serviços portuários, marítimos e logísticos terrestres do Brasil.

A concessão do terminal de contentores de Rio Grande iniciou-se em 1997 e é válida por 25 anos, renováveis por igual período.

 

 

 

Comments are closed.