O maior terminal de contentores da América do Sul vai ficar ainda maior, fruto de um investimento de centenas de milhões que terá como contrapartida a ampliação da concessão.

Tecon Santos

A terminal Santos Brasil chegou a acordo, ao cabo de dois anos de negociações, para a extensão da concessão por mais 25 anos (termina agora em 2047) e vai investir 324 milhões de dólares (287,5 milhões de euros) na expansão das instalações do Tecon Santos.

Uma vez concluídas as obras (que arrancam em 2016 e deverão estar concluídas em 2020), o Tecon Santos poderá consolidar o estatuto de maior terminal de contentores da América do Sul.

O comprimento do cais será aumentado de 980 para 1 200 metros (permitindo receber três navios de até 13 000 TEU em simultâneo, contra os dois actuais) e os fundos serão ampliados dos actuais -13,2 metros para -15 metros. As acessibilidades ferroviárias serão também melhoradas.

No que respeita a equipamentos de movimentação de cargas, prevê-se a colocação de seis novos pórticos de cais STS pós-Panamax, 44 RTG e 16 RMG, e ainda 140 cabeças tractoras.

As obras aumentarão a capacidade anual do terminal para 2,4 milhões de TEU (mais 20% do que os actuais dois milhões de TEU).

 

O terminal Santos Brasil movimentou 1,37 milhões de TEU em 2014, cerca de 38% do total de contentores movimentado naquele porto do litoral do estado de São Paulo.

 

 

Este artigo tem1 comentário

  1. Ficará com a dimensão do terminal XXI de Sines