A paz social está de volta ao porto de Sines. PSA/Laborsines e Sindicato XXI assinaram hoje o acordo que põe termo a um conflito que se arrastou meses no Terminal XXI.

O acordo fixa as novas tabelas salariais e de progressão de carreira para operadores portuários e técnicos de engenharia, abrangendo cerca de 90% dos colaboradores do Terminal XXI, de acordo com o comunicado conjunto  emitido a propósito.

Em termos salariais, foi acordado um”aumento salarial médio de 7% mais inflação”, detalha o comunicado.

Igualmente foi acordada a manutenção dos 20 postos de trabalho que deveriam cessar no final do corrente mês, em consequência da redução da actividade do terminal de contentores de Sines.

Pelo mesmo motivo, outros 80 trabalhadores do Terminal XXI foram entretanto despedidos. Em comunicado, o Sindicato XXI diz-se esperançado em que o regresso do crescimento do terminal permita a sua reintegração. Mas o comunicado conjunto da PSA Sines e do Sindicato XXI admite a dispensa de mais trabalhadores, ou a reintegração de outros, em função da evolução da actividade no próximo mês de Setembro.

Com o acordo hoje assinado chega ao fim um conflito laboral que se arrastou desde o final do ano passado, e que afectou a actividade do Terminal XXI e os números do porto de Sines (e, por arrastamento, do conjunto dos portos nacionais).

A última greve, iniciada no passado dia 12 e suspensa há dias, abrangia as últimas três horas de cada turno.

This article has 1 comment

  1. Fundamental para recuperar movimento contentores, por o 10º pórtico cais funcionar e lançar em 2020 ampliação do terminal XXI para recuperar face à concorrência bem ao lado em Marrocos e Espanha, no total 4 mega terminais !