A THE Alliance é, de muito longe, a aliança com menos porta-contentores “gigantes”. Já a 2M e a Ocean Alliance estão praticamente empatadas, diz a Alphaliner.

Com a encomenda anunciada de dez navios de 23 000 TEU, a Evergreen deu um importante impulso à frota de mega-porta-contentores (+18 000 TEU) da Ocean Alliance, que integra com a Cosco, CMA CGM, APL e a OOCL. Quando todos os navios foram entregues, a aliança contará 61 “gigantes”.

Menos um que a 2M, a parceria entre a Maersk e a MSC, que mantém a liderança, agora devido sobretudo às encomendas colocadas pelos helvéticos, uma vez que os dinamarqueses não têm ido às compras (de navios) nos últimos tempos.

Muito para trás fica a THE Alliance, de Hapag-Lloyd, ONE e Yang Ming, a que se juntará em Abril a HMM. Mesmo com este reforço anunciado, a aliança operará apenas 24 porta-contentores de +18 000 TEU, sempre segundo as contas da Alphaliner.

Uma nota mais sublinhada pela consultora: com a última encomenda, a Evergreen é agora a companhia com a maior carteira de encomendas, com perto de 600 mil TEU de capacidade.

Resta saber se haverá mercado para tantos navios de grandes dimensões, na certeza de que o Europa-Norte da Europa não conseguirá certamente absorver tanta capacidade.

Comments are closed.