O grupo holandês TNT pretende concentrar as suas actividades no ramo dos serviços postais.

O novo plano estratégico, agora apresentado, prevê a separação das unidades de negócio da TNT, e a venda da maioria do capital da divisão de encomendas urgentes, onde a companhia holandesa pretende apenas reter uma participação financeira de 29,9%.

O plano estratégico, e desde logo este negócio, terá ainda de receber o voto favorável dos accionistas da empresa, que se reunirão em assembleia geral em Maio do próximo ano. A partir daí, e caso a administração seja mandatada para tal, a separação efectiva das unidades de negócio será efectuada “o mais rapidamente possível”, procedendo-se ou à sua venda ou à dispersão do seu capital em Bolsa.

A TNT pretende assim ganhar mais músculo financeiro e agilidade operativa para vingar no mercado postal, num ambiente de liberalização completa da actividade na Europa.

O actual CEO da TNT, Peter Bakker, já anunciou ir deixar o cargo quando o processo de separação das duas empresas estiver completo.

Os comentários estão encerrados.