Em tempo de pandemia, a Torrestir anuncia investimentos de 45 milhões de euros e a contratação de mais 200 trabalhadores ainda este ano.

Torrestir factura mais de 220 milhões de euros/ano

A Torrestir prepara-se para investir 45 milhões de euros na renovação da frota, na construção de uma nova sede e de uma nova plataforma logística que aumentará a sua capacidade de armazenamento e manipulação de cargas. As novidades foram anunciadas líder do grupo, Fernando Torres, no decurso de uma recente visita dos secretários de Estado do Planeamento, José Gomes Mendes, e das Infraestruturas, Jorge Delgado, e em que participou também o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio.

No que toca à frota, aliás, se a crise da Covid-19 algum efeito teve terá sido o de acelerar a renovação/reforço de meios, nomeadamente na esfera da Torrespharma para responder às necessidades de distribuição de produtos farmacêuticos (até porta-a-porta), e também para a entrega de alimentos e perecíveis.

“Não foi fácil, mas nós já estamos habituados às pressões, fazemos a distribuição no nosso País em 24h, fazemos em Espanha, parte em 24h e a outra parte em 48h, fazemos a Europa em 48h, já estamos habituados às pressões. Temos uma frota nova, não colocámos ninguém em lay-off, mantemos o pessoal todo, pagamos os nossos impostos, não nos atrasámos em relação a ninguém e temos tudo em dia, isso é um prazer muito grande para nós”, resumiu Fernando Torres.

A construção da nova plataforma logística, em Vilaça, representará, por si só, um investimento de 35 milhões de euros e originará a criação do maior número de empregos previstos.

“No período em que nos habituámos a elogiar, e bem, aqueles que cuidaram da nossa saúde, eu na minha galeria dos heróis tenho também as empresas de logística e transportes. Permitiram que apesar de todas as dificuldades, conseguíssemos ter produtos em casa, e que alguns sectores da economia continuassem a trabalhar. Isto deve-se às empresas de transportes e logística, que são também heróis”, elogiou José Gomes Mendes, enquanto Jorge Delgado sublinhou a cooperação de todo o sector de transporte rodoviário de mercadorias para superar os momentos difíceis excepcionais provocados pela pandemia.

Tags:

Comments are closed.