A ameaça dos sindicatos cumpriu-se e as greves nos portos vão mesmo entrar por Novembro adentro. Aos portos do Centro e Sul junta-se de novo Aveiro.

Os sindicatos dos trabalhadores portuários do Centro e Sul e de Aveiro anunciaram mais paralisações parciais para os portos respectivos, a terem início no próximo dia 31 e prolongando-se até 7 de Novembro.

De acordo com o pré-aviso, em Aveiro e na Figueira da Foz as paralisações ocorrerão entre as 8 e as 12 horas, e entre as 13 e as 17 horas dos dias úteis. Em Lisboa, as paragens será entre as 17 e 20 horas e entere as 21 e as 24 horas dos dias úteis. Em Setúbal, não haverá operações entre as 17 e as 20 horas e entre as 21 e a 1 hora dos dias úteis. E em Sines, os trabalhadores da Portsines e da Eporsines não trabalharão fora dos períodos das escalas normais.

Na origem de mais esta greve continua a intenção do Governo de alterar o regime jurídico do trabalho portuário, e a alegada recusa do Executivo de negociar com a Frente Comum Sindical, que reclama representar mais de 80% do universo dos trabalhadores portuários.

 

Comments are closed.