A pouco mais de três meses do final do ano, os transportadores rodoviários de mercadorias espanhóis ainda não viram um euro dos descontos prometidos para quem desvie voluntariamente os camiões para as auto-estradas.

Espanha - Portagens

A Federação Nacional de Associações de Transporte de Espanha (Fenadismer) insistiu junto do Ministério do Fomento para a urgência da aplicação do plano voluntário de descontos a camiões que usem troços de auto-estradas portajadas paralelos a estradas nacionais congestionada.

Esta medida, prevista na Lei do Orçamento para 2016, tem uma dotação de dez milhões de euros, mas, a pouco mais de três meses do fim do ano, ainda não vigora.

O plano foi lançado em 2015 (não sem bastante polémica à mistura). Bonificava o preço das portagens aos camiões, entre 30% e 50% consoante o troço da auto-estrada a percorrer. Com uma dotação de 7,5 milhões de euros, a medida beneficiou 222 mil camiões nos cerca de cinco meses em que esteve em funcionamento.

A Fenadismer defende que é importante que se mantenha este ano essa política de incentivos ao uso de auto-estradas pelos transportadores, “pelas evidentes vantagens que tais planos representam para o descongestionamento das estradas nacionais e melhoria da segurança rodoviária”, refere em comunicado.

 

Comments are closed.