Os transportadores rodoviários espanhóis de mercadorias não querem ser os únicos a pagar uma eventual Eurovinheta e defendem que, caso avance, a medida se aplique a todos os veículos que circulam nas estradas, incluindo os ligeiros de passageiros.

Bélgica - Portagens

A posição foi manifestada ontem, num encontro promovido, em Madrid, pela Fundação Francisco Corell. O presidente da espanhola Astic (Associação de Transporte Internacional Rodoviário), Marcos Bastante, fez as contas e concluiu que a introdução da Directiva Eurovinheta no país vizinho custará 12 cêntimos por quilómetro se for aplicada apenas aos transportadores e apenas um cêntimo se abranger todos os utilizadores das estradas.

Marcos Bastante avisou ainda que a aplicação da Eurovinheta apenas aos transportadores teria reflexos negativos nas empresas do sector, com muitos encerramentos.

Julio Villaescusa, presidente da Fenadismer (Federação Nacional de Associações de Transporte de Espanha), alertou, por seu turno, que “é impossível” os transportadores repercutirem o custo da Eurovinheta aos carregadores e estes, por sua vez, aos clientes. Acusou ainda as empresas de construção de reclamarem a medida para que haja novas infra-estruturas, em jeito de resposta à manutenção da rede viária como justificação para a Eurovinheta dada pelas associações de estradas presentes no encontro.

 

Eurovinheta já é paga por fiscalidade específica

O encontro arrancou com o professor e director do departamento de Engenharia Civil, Transporte e Território da Universidade Politécnica de Madrid, José Manuel Vasallo, a apresentar um estudo sobre uma justa aplicação da Directiva Eurovinheta nas estradas espanholas.

O especialista avisou que a medida terá de ser acompanhada por acções que garantam a neutralidade fiscal. Mas sobretudo indicou que a Eurovinheta já é paga através de fiscalidade específica suportada pelo sector, pelo que os países da Europa em que a Directiva já está a ser aplicada estão, por isso, a impor um duplo pagamento aos utilizadores.

Comments are closed.