O transporte rodoviário de mercadorias terminou o ano de 2013 em forte alta, puxado pelos tráfegos internacionais, conclui o INE.

No último trimestre do ano findo, a actividade cresceu 19,9% em tonelagem e 35,6% em toneladas-km. O que significa que não só os transportadores rodoviários transportaram mais mercadorias como o fizeram em maiores distâncias.

E, de facto, segundo os dados do INE, o crescimento homólogo foi particularmente sentido no transporte internacional, onde a tonelagem subiu 54,3% e a produção de transporte aumentou 45,6%.

O tráfego nacional, por seu turno, cresceu 14,6% em tonelagem (o melhor resultado trimestral) e 13,9% em ton-km (valor só superado pelos 14,3% do segundo trimestre).

O INE não divulgou ainda os números globais de 2013, mas os resultados trimestrais evidenciam uma forte recuperação da actividade, trimestre após trimestre. O ano começou com uma quebra homóloga de 22,3% nos volumes e um aumento de apenas 3,6% nas ton-km. No segundo trimestre, os resultados já foram positivos em 9,2% e 23,9% (em toneladas e ton-km, respectivamente). E no terceiro quarto, as subidas homólogas foram de 6% e de 27,5%.

Comments are closed.