O impacte económico global do transporte marítimo no PIB da União Europeia (UE) ascendeu, em 2013, aos 147 mil milhões de euros, de acordo com o estudo feito pela Oxford Economics para a Associação de Armadores da Comunidade Europeia (ECSA).

 

Quadro

O contributo directo da indústria do shipping para o PIB europeu foi de 56 mil milhões de euros. Valor a que acrescem 61 mil milhões de euros de contributo indirecto e 30 mil milhões de euros de contributo induzido.

O mesmo se diga relativamente ao emprego. Em termos directos e indirectos, o sector representa 2,2 milhões postos de trabalho na Europa. O emprego directo cresceu 25% entre 2004 e 2013, segundo a Oxford Economics.

A análise, apresentada na Semana Europeia do Transporte Marítimo, que está a decorrer, conclui ainda que por cada milhão de euros com que o sector do transporte marítimo contribui para o PIB, são gerados mais 1,6 milhões de euros na economia europeia.

Outra conclusão do estudo é que os países da UE controlam 40% da frota mundial, medida em arqueação bruta: 60% da frota de porta-contentores, 52% da frota de navios multiurpose, 43% nos navios-tanques e 37% nos navios offshore.

Entre 2005 e 2014, a frota sob controlo comunitário cresceu mais de 74% em arqueação e 72% em tonelagem bruta. Num total de 23 mil navios.

“A Europa controla a maior e mais inovadora frota de navios”, salientou o secretário-geral da ECSA, Patrick Verhoeven, citado pela assessoria de imprensa da organização. “Este importante facto é muitas vezes negligenciado apesar de representar um papel chave no impacto do nosso sector na economia europeia”, acrescentou.

» The Economic Value of the EU Shipping Industry

 

 

Tags:

Comments are closed.