Ao cabo de anos de impasse, a Trasmediterránea decidiu afastar-se do projecto da Auto-estrada do Mar (AEM) que deveria ligar Vigo a Nantes-St. Nazaire, com uma extensão a Algeciras.

O armador do grupo Acciona acordou com a Companhia Marítima Hispano Francesa (CMHF) a venda da sociedade Autopista del Mar Atlántica, responsável pelo desenvolvimento do projecto da AEM.

Cumpriu-se assim aquilo que muitos consideravam praticamente inevitável desde o momento em que a Trasmediterránea perdeu o negócio da PSA Peugeot Citroën em Vigo, precisamente a favor da CMHF, criada propositadamente para explorar aquele tráfego.

O acordo entre a Trasmediteránea e a CMHF terá ainda de ser aprovado pela Comissão Intergovernamental Espanha-França. O início da operação da AEM deverá acontecer ainda este ano, a cumprir-se o acordado no contrato firmado entre a Trasmediterránea e os governos de Madrid e Paris.

A AEM Vigo-Nantes foi uma das duas escolhidas no âmbito de um concurso lançado por Espanha e França. A outra foi a AEM Gijon-Nantes, já em operação. Cada uma receberá um apoio global de 30 milhões de euros dos dois governos.

O líder da CFHM conta com o negócio da PSA Peugeot Citroën para alavancar o negócio. Mas anunciou já ter garantido um contrato com a Renault e outro com um armador sueco.

Comments are closed.