A National Express vai vender a c2c à Trenitalia por 70 milhões de libras (80 milhões de euros). Sai um operador do mercado ferroviário britânico e entra outro, e logo estrangeiro.

C2C

A National Express, sediada em Birmingham, chegou a ser um dos principais operadores ferroviários privados britânicos, mas foi perdendo protagonismo com a crise financeira de uma das suas maiores rotas (Londres-Edimburgo, nacionalizada em 2009) e a derrota em vários concursos para novas concessões.

A c2c, que agora se propõe alienar à italiana Trenitalia, era a última concessão ferroviária da National Express. Esta concessão, que dura até 2029, compreende a operação de várias linhas entre a estação de Fenchurch Street, na City de Londres, e várias localidades dos arredores de Londres. A National Express optou por vender a c2c antes do possível efeito do Brexit nos funcionários das instituições financeiras da City.

A operação, que aguarda aprovação do Ministério dos Transportes britânico, representará também a entrada da operadora pública italiana no mercado britânico, em linha com a sua estratégia de internacionalização do negócio aproveitando a liberalização imposta por Bruxelas.

A National Express mantém o negócio de transporte rodoviário de passageiros no Reino Unido.

 

 

Comments are closed.