A Ferrovial, a Corporación Financiera Alba e o fundo de pensões Children’s Investment Fund (TCI) são, de acordo com a imprensa espanhola, os três candidatos à primeira fase de privatização da AENA, em que serão vendidos 21%.

O número de propostas surpreende pela negativa, depois de se ter falado na existência de sete interessados em participar no núcleo duro de accionistas privados da gestora aeroportuária espanhola.

Uma vez que estão em causa 21% do capital, e que é intenção do governo de Madrid limitar a 7% a participação de cada um dos accionistas privados de referência, todas as propostas deverão ser aprovadas.

A Enaire, holding pública que detém a AENA, avaliará hoje mesmo as propostas. A decisão deverá ser anunciada publicamente amanhã, terça-feira.

A escolha será feita com base no preço que os interessados se propõem a pagar. A primeira fase da privatização deverá render 715 milhões de euros, no pressuposto de que o valor mínimo de 100% da AENA é de 3,4 mil milhões de euros.

Entre os candidatos avulta o nome da Ferrovial, que controla o aeroporto de Heathrow.

Ainda em Outubro terá lugar a segunda fase de privatização, com a dispersão de mais 28% do capital da AENA em Bolsa, através de uma OPV. As duas operações. O Estado espanhol manterá 51% do capital.

A AENA é uma das maiores gestoras aeroportuárias do mundo, com 46 aeroportos em Espanha e outros 15 em todo o mundo. Ainda recentemente assumiu a maioria do aeroporto londrino de Luton.

Comments are closed.