Há três candidatos à concessão dos serviços aéreos regulares entre a Madeira e Porto Santo, anunciou a vice-presidência do Governo Regional da Madeira.

O prazo para a apresentação de propostas no âmbito do concurso público internacional terminou na passada sexta-feira. As concorrentes são a LFAS – Lease Fly Aviation Services, a Binter Canárias e a Aero Vip.

As propostas serão agora  analisadas e sujeitas a um relatório preliminar, estando o processo a ser liderado pelo Governo da República, no Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, através da Secretaria de Estado das Infraestruturas.

A concessão será feita por um período de três anos e custará cerca de 5,6 milhões de euros ao erário público.

Actualmente os voos são assegurados pela Aerovip, que substituiu a SATA, que deixou de efectuar a rota a 31 de Dezembro de 2013. A concessão da Aerovip, prorrogada que foi por um ano, termina a 31 de Maio próximo.

O caderno de encargos impõe o aumento da capacidade da aeronave para, no mínimo, 36 lugares, a realização de
voos extraordinários, o ajustamento dos horários em função das chegadas dos aviões com ligações externas, 23 quilos de bagagem de porão mais oito na cabine para cada um dos passageiros e capacidade de carga de 145 quilogramas por dia.

 

 

Comments are closed.