Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) vão adquirir mais 32 autocarros “limpos”, sete eléctricos e 25 a gás natural comprimido (GNC), anunciou a autarquia da Cidade dos Arcebispos.

O investimento previsto é de dez milhões de euros, incluindo nesse montante “a implementação de uma estação
de abastecimento de GNC e a instalação de novos postos de carregamento dos veículos eléctricos”.

A compra dos autocarros “limpos” e demais infra-estruturas foi candidatada e será apoiada pelo Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) e o Fundo de Coesão em cerca de 3,6 milhões de euros.

O POSEUR financia a diferença entre o preço de um autocarro a diesel e o valor dos autocarros “limpos”. Segundo a Câmara de Braga, o co-financiamento associado aos sete autocarros eléctricos correspondeu a uma taxa de co-financiamento de 76,82%, enquanto o co-financiamento associado aos 25 autocarros movidos a GNC e aos restantes investimentos, designadamente as infra-estruturas, correspondeu a uma taxa de co-financiamento de 85%.

No ano passado os TUB receberam os primeiros cinco autocarros eléctricos, também apoiados pelo POSEUR.

“Os TUB seguem rumo à concretização dos objectivos esperados até 2020, entre os quais se destacam para além dos óbvios ganhos ambientais, a redução da idade média da frota de autocarros, actualmente nos 18 anos, e a possibilidade de continuar a promover de forma eficiente a mobilidade sustentável no concelho”, destaca a autarquia, em comunicado.

 

This article has 1 comment

  1. Usar energias renováveis é o caminho, mas o hidrocarbonetos tem muito ainda a oferecer e para muito tempo. Falta sim a melhor ciência para a redução de poluição