Sinal do estado de desenvolvimento da rede nacional, apenas dois projectos rodoviários são contemplados entre os 30 investimentos prioritários elencados pelo GTIEVA.

A conclusão do Túnel do Marão, é a prioridade das prioridades no que toca a investimentos em infra-estruturas ferroviárias. O retomar dos trabalhos já foi anunciado pelo primeiro ministro para meados deste ano, e o GTIEVA propõe que a obra termine até 2016, num investimento estimado em 173 milhões de euros. Esta é a prioridade n.º 5.

Com a conclusão do Túnel do Marão ficará concluída a ligação em auto-estrada desde o litoral (Matosinhos) até à fronteira (Bragança), com prolongamento em território espanhol até Valladolid e, dali, até França. E assim se criará uma óptima alternativa à A25 para os tráfegos internacionais de mercadorias com origem/destino no Norte.

A construção do IP3, entre Coimbra e Viseu, surge apenas no lugar 22 na lista de 30 projectos prioritários. O investimento previsto é de 600 milhões de euros, devendo a obra ficar concluída até 2020.

 

Comments are closed.