A Global Ports Holding, que lidera a Lisbon Cruise Terminals, vai gerir o terminal de cruzeiros de Havana nos próximos 15 anos.

O acordo firmado com a companhia Aries S.A. contempla não apenas a gestão da infra-estrutura existente mas também a concepção e desenvolvimento de um programa de investimentos em novos terminais.

No ano passado, o terminal de cruzeiros da capital cubana movimentou 328 mil passageiros de cruzeiros, 156% mais do os registados em 2016. Para o ano corrente esperam-se meio milhão de visitantes.

Actualmente o terminal possui dois postos de atracação, mas o plano de investimento de Cuba prevê que sejam seis em 2024.

A entrada em Cuba representa a primeira investida da Global Ports Holding no mercado norte-americano. Isso mesmo foi realçado pelo presidente do grupo turco: “Este é o nosso primeiro acordo nas Caraíbas, no âmbito da nossa estratégia de expansão para o mercado americano de terminais de cruzeiros, e por isso representa uma importante etapa no desenvolvimento da GPH”, referiu Emere Sayin, citado em comunicado.

A Global Ports Holding integra, com a Royal Caribbean, a Creuers Barcelona e o Grupo Sousa a sociedade que detém a concessão do terminal de cruzeiros de Lisboa.

 

Os comentários estão encerrados.