A TuSimple, uma startup chinesa de fabrico de camiões autónomos apoiada pela fabricante de chips Nvidia, está em negociações com dez portos na China para a venda dos seus veículos sem condutor, de acordo com o “South China Morning Post”, de Hong Kong.

“Soluções logísticas autónomas serão mais eficientes em termos de custos para os portos”, afirmou, na semana passada, em Pequim, Hao Jiannan, co-fundador da TuSimple. “[A tecnologia] representa a tendência a seguir no futuro”, acrescentou.

Com sede em Pequim e San Diego, a TuSimple é uma das mais de 20 startups de camiões autónomos chinesas lançadas desde 2016. A TABU, fundada pelo ex-chefe de pesquisa e desenvolvimento da Didi Chuxing (plataforma semelhante à Uber), é outra companhia chinesa que compete com gigantes de tecnologia dos Estados Unidos como a Uber, Waymo (Google) ou a Tesla (que está a lançar o camião Semi).

Vários portos em todo o mundo, entre os quais Singapura e Roterdão, já se encontram a usar camiões autónomos nas operações de contentores.

Também a NIO Capital, um fundo de capitais de investimento fundo de private equity fundado pela startup chinesa de veículos eléctricos NIO, planeia o desenvolvimento de camiões eléctricos autónomos com a também chinesa companhia da Internet das coisas (IoT) G7 e com o fornecedor de serviços logísticos GLP.

 

 

 

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*