A UASC (United Arab Shipping Company) está a investir forte no crescimento, com novos navios e novas alianças. “O tamanho importa neste negócio e nós estamos em modo de expansão”, referiu o presidente e CEO da companhia, em entrevista à “Reuters”.

Os investimentos anunciados atingem os 2,3 mil milhões de dólares e consubstanciam-se na encomenda de 17 porta-contentores, a entregar entre o próximo mês e 2016, entre os quais seis navios da classe Triple-E.

Este ano, a UASC atingir os 2,35 milhões de TEU transportados, contra 1,6 milhões em 2012 e 1,8 milhões em 2013. “Quando todas as novas unidades forem entregues, prevemos volumes anuais de quatro milhões de TEU”, antecipou Jorn Hinge.

A encomenda dos navios com capacidade para 18 mil TEU foi feita em cooperação com a CSCL (China Shipping Container Lines), que por sua vez comprará cinco navios Triple-E. Os dois grupos formaram com a CMA CGM, a Ocean Three.

“O tamanho importa neste negócio e nós estamos em modo de expansão”, garantiu Jorn Hinge.

“Com os desastres económicos dos últimos anos, o cenário não tem sido propriamente bom para a confiança do consumidor. Embora o transporte de contentores esteja a crescer, esse crescimento está a dar-se a um ritmo muito mais lento do que o planeado”, acrescentou.

Além da aliança com a CMA CGM e a CSCL, a UASC firmou mais recentemente um acordo com a Hamburg Süd para os tráfegos com a América do Sul. “Cedemos espaço à Hamburg Süd nos tráfegos east-west e eles cedem-nos nas ligações norte-sul. E assim, ambos atingiremos os nossos objectivos sem necessidade de investirmos em mais navios, nem aumentarmos a oferta de capacidade”, resumiu o CEO da companhia árabe.

Comments are closed.