A Uber anunciou que suspenderá a actividade na Hungria a partir do próximo dia 24.

Uber

Nesse dia entrará em vigor naquele país a nova legislação para o transporte urbano que, entre outras medidas, obrigará as empresas transportadoras a terem uma central de operações, o que é contrário ao funcionamento da Uber.

As empresas que não cumprirem aquele requisito terão as aplicações que fornecem o serviço bloqueadas por um período de até um ano. As autoridades da Hungria poderão, além disso, apreender a matrícula e a licença a 1200 motoristas da Uber, mesmo que, segundo a companhia, “contem com as autorizações necessárias”.

A empresa de economia disruptiva reclama ter 150 mil utilizadores activos em Budapeste. A exemplo do que sucede em várias cidades mundiais, também na capital húngara os taxistas se manifestaram contra a Uber. Os dados oficiais apontam para que circulem cinco mil táxis em Budapeste.

 

Tags:

Comments are closed.