A UPS pretende operar voos comerciais de drones como uma verdadeira companhia aérea. Para tal já pediu a necessária certificação à autoridade aeronáutica dos EUA.

A UPS propõe-se desenvolver a utilização de drones nas suas entregas. Criou uma subsisiária, a UPS Flight Forward Inc. e solicitou a certificação Part 135 à FAA, que atribui a uma empresa a designação legal de Transportadora e Operadora Aérea certificada.

Conseguindo-a, a UPS Flight Forward será uma das primeiras empresas totalmente certificada para efectuar voos de rotina com drones nos EUA.

“A criação de uma empresa de entrega através de drones e o pedido para iniciar operações regulares com este nível de certificação é algo histórico para a UPS, assim como para os sectores dos drones e da logística em geral”, afirmou a propósito Scott Price, Chief Transformation e Strategy Officer da UPS, citado em comunicado da empresa.

Em Março, a UPS realizou o primeiro voo de um drone aprovado pela FAA para voos comerciais de rotina, visando a entrega contratual de produtos nos EUA, no principal hospital e campus da WakeMed em Raleigh, Carolina do Norte. Através deste programa, a empresa fornece amostras médicas por meio de voos não tripulados, complementando assim o serviço de entregas em terra.

Tags:

Comments are closed.