A Volkswagen Veículos Comerciais vendeu 114 700 unidades no primeiro trimestre de 2018. Trata-se de uma descida de 5,9% face ao período homólogo do ano passado.

A marca justifica a quebra com a suspensão temporária das entregas do modelo Transporter 6 com homologação de passageiros. As entregas desta variante do modelo serão retomadas em Maio, de acordo com a VW Veículos Comerciais.

Por modelos, a Transporter foi, ainda assim, a mais vendida, com 50 600 unidades (-20,2%), à frente da Caddy, com 42 400 matrículas (+0,5%). Seguiu-se a pick-up Amarok com 18 300 unidades comercializadas, mais 7,6%. A Crafter fechou o trimestre com 10 500 matrículas, mais 13,5%.

Na Europa Ocidental, as 77 300 unidades entregues representaram uma quebra de 10,8% (em Portugal foram registas 293 unidades, -35,7%). Na Europa Oriental, as entregas da marca caíram 1,6%, para 900 veículos.

Na América do Sul, as entregas aumentaram 19,2%,para 11 100 veículos. A VW Veículos Comerciais também entregou mais viaturas em África (+48,3%, para 4 350 veículos) e na região Ásia-Pacífico (+6,7%, para 5 800 veículos).

Pelo contrário, registou quebras na América do Norte (México), onde foram entregues 1 800 veículos (-32,7%) e no Médio Oriente (-5,9%, para 5 400 veículos).

 

Comments are closed.