As vendas de pesados de mercadorias em Portugal cresceram 32,5% nos primeiros cinco meses do ano. Só em Maio, o ganho homólogo atingiu os 65,5%, segundo os dados da ACAP.

Scania

A Scania continua a liderar o mercado, com um acumulado de 270 matrículas, mais do dobro (117,7% mais) que no período homólogo de 2014. Segue-se-lhe a Iveco, com 245 registos (mais 91,4%) e a MAN com 197 (mais 11,3%).

A DAF é a marca que mais cresce em termos percentuais: 193,8%, de 48 para 141 matrículas. A Renault Trucks, agora representada pela Galius, avança 33,8% com 95 vendas.

Contra a corrente, a Volvo recua 12,8% no balanço dos cinco meses, com 177 matrículas, e a Toyota cede 12,7% para 48 veículos. Quase sobre a linha de água (menos 0,7%) está a Mercedes, com 144 registos. Ao passo que a Mitsubishi afunda 42,5% e se fica pelas 42 unidades matriculadas.

Em Maio foram matriculados 283 camiões, contra 171 de há um ano. A Iveco liderou os ganhos (241,2%) e as vendas (58 unidades), à frente da Scania (170% e 54). MAN e Volvo registaram 38 veículos cada (mas enquanto a MAN subiu 137,5%, a Volvo desceu 24%). A Mercedes “fez” 36 (mais 56,5%) e a DAF 24 (mais 140%).

Tags:

Os comentários estão encerrados.