O motor alemão continua gripado mas nem isso trava o crescimento das vendas de camiões na Europa: 16,1% em Maio, 12,8% nos primeiros cinco meses do ano. Portugal destaca-se pela positiva.

MAN + Scania

Em Maio, matricularam-se 25 760 pesados de mercadorias na União Europeia. Na Alemanha foram 7 219 (menos 6,8%), no Reino Unido 3 555 (mis 35,9%), em França 3 166 (mais 25,9%), na Polónia 1 839 (mais 24,8%), em Espanha 1 784 (mais 89,6%).

Em Portugal, as matrículas de camiões chegaram aos 284 veículos, em Maio, o que representou um ganho homólogo de 66,1%.

No acumulado dos primeiros cinco meses do ano, o mercado europeu de pesados de mercadorias cresce agora 12,8%, com 126 876 veículos matriculados, mais cerca de 14 000 que no período homólogo de 2014.

Entre os principais mercados, só a Alemanha está em terreno negativo, com uma quebra de 2,9%. Nada que ameace a sua liderança, pois as 35 370 matrículas mais do que duplicam os 17 158 da França, segundo mercado, a crescer 1,5%.

A liderar os ganhos, entre os principais mercados, está a Holanda, com um crescimento de 79,7% para 6 342 matrículas. O Reino Unido avança 44,5% e obtém um score de 16 784 matrículas. A ameaçar o lugar da França no ranking. Espanha cresce 34% e contra 7 819 camiões matriculados. A Polónia avança 18% até aos 8 175.

Por cá, o mercado de pesados de mercadorias acumula um ganho homólogo de 32,6%, com 1 374 veículos matriculados, mais 338 que há um ano.

 

Tags:

Comments are closed.