No primeiro semestre de 2020 matricularam-se na UE 115 224 camiões, menos 42% do que os 198 803 de há um ano, anunciou a ACEA.

Só em Junho, a venda de camiões na União Europeia caiu ainda mais, 54,3%, para 20 064 unidades (43 876 no mês homólogo de 2019), segundo os dados da ACEA (Associação Europeia de Construtores Automóveis).

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, os principais mercados apresentam quebras de vendas de 39,4% (França), 38,5% (Alemanha), 36,2% (Espanha) e 33,7% (Itália). No caso da Alemanha, o maior mercado, está-se a falar de 22 mil matrículas a menos, e no de França de 11 mil veículos perdidos.

Em Portugal, matricularam-se nos primeiros seis meses do ano 1 279 camiões, contra 2 646 no mesmo período de 2019 (menos 51,7%). Em Junho, a quebra homóloga chegou aos 66,3%, com apenas 227 matrículas (673 há um ano).

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*