As vendas de camiões em Portugal voltaram a acelerar em Setembro e já crescem mais de 46% no ano corrente, para um total de 1 916 unidades.

No mês passado foram matriculados 333 pesados de mercadorias, segundo a ACAP, número que representa um salto de 97% face ao realizado há um ano. A MAN foi a marca mais vendida, com 62 veículos (mais 181,8%), seguida pela Volvo com 59 (mais 47,5%).

A Renault Trucks foi a que marca que mais cresceu em Setembro, em termos homólogos, tendo passado de seis para 49 matrículas (mais 716,7%). A DAF avançou 216,7% (de seis para 19 unidades) e a Scania 217,1% (14 vendas há um ano, 43 agora).

A Iveco, que em Agosto assumiu a liderança do ranking nacional de mercados, em Setembro ficou-se pelas 36 matrículas (um ganho homólogo de 157,1%).

Em contraciclo, a Mercedes cedeu 10,6%, tendo registado 42 camiões.

No balanço dos primeiros três trimestres, a Volvo lidera o mercado nacional de pesados de mercadorias com 322 vendas registadas (mais 24%), à frente da Iveco, com 315 (mais 192%)         e da MAN, com 291 (mais 57%).

A Mercedes é quarta, com 267 registos (mais 22%), e a Scania é quinta, com 231 matrículas (mais 94%).

Mais atrás, a Renault Trucks soma 138 vendas e ainda cai 52%. Ao que passo que a DAF cresce 680% mas se fica ainda pelas 117 unidades. Entre elas, a Mitusbishi sobe 124% até aos 132 camiões.

 

Comments are closed.