Em Agosto matricularam-se 11 508 veículos de mercadorias de +16 toneladas na União Europeia, anunciou hoje a ACEA. Em termos homólogos, verificou-se um crescimento de 34%.

A forte subida ajudou a mitigar as perdas acumuladas desde o início do ano. Entre Janeiro e Agosto matricularam-se nos “27” 100 787 veículos +16 t, menos 9% que há um ano.

A Alemanha, principal mercado europeu, confirmou essa posição em Agosto, com uma subida de 54% nas matrículas. De resto, todos os principais mercados estiveram em alta, como foram os casos de França (mais 12%), Itália (mais 41%), Reino Unido (mais 17%) ou Espanha (mais 46%).

Em Portugal, as matrículas de camiões +16 t atingiram as 137 unidades em Agosto, menos uma que no mesmo mês de 2009.

Considerando os valores desde o início do ano, o quadro geral é bastante diferente, uma vez que apenas a Espanha – e agora a Alemanha – acumulam crescimentos: 12% no país vizinho e 4% na maior economia europeia.

Todos os outros principais mercados estão ainda claramente no vermelho, como são os casos de França (a perder 20%), Itália (menos 13%), Holanda (menos 33%) e Reino Unido (menos 14%).

O mercado nacional de camiões da gama alta totalizou 1 360 matrículas nos primeiros oito meses do ano, o que compara com os 1 637 registos de há um ano (menos 17% agora).

Os comentários estão encerrados.