Em Agosto, as vendas de pesados de mercadorias em Portugal atingiram as 196 unidades, mais 16% do que há um ano, divulgou a ACAP.

A DAF foi, de novo, a marca que mais veículos matriculou (45), mais do que duplicando o resultado de há um ano, e com isso aproximou-se da liderança de vendas no year-to-date. Com 335 veículos registados, a marca holandesa dista agora apenas três unidades da Renault Trucks, que em Agosto se ficou pelas 23 matrículas (menos 8%).

Depois da DAF, a Mercedes e a Mitsubishi foram as marcas que mais veículos matricularam em Agosto: 27, o que representou crescimentos homólogos de 23% e 69%, respectivamente.

A MAN matriculou 18 veículos (menos 14%), a Volvo 17 (mais 13%) e a Scania 16 (o dobro).

A pior performance relativa foi a da Iveco, que caiu 82% para apenas seis veículos matriculados.

Desde o início do ano, a Renault e a DAF lideram as vendas, ambas com quotas de mercado na casa dos 18%. Sendo que enquanto a Renault cresce 68% a DAF ainda perde 19% em termos homólogos.

Em perda estão também a Volvo e a Mercedes, que ocupam as posições seguintes no ranking, com 256 (menos 21%) e 190 (menos 27%) veículos matriculados, respectivamente.

A Mitsubishi é agora quinta marca mais vendida, com 178 unidades (mais 4,1%), tendo ultrapassado a MAN, que soma 170 (menos 1,7%). A Scania conta 157 matrículas (2,6%) e a Iveco destaca-se pela negstiva, com um “afundanço” de 63% para as 1120 unidades.

Desde o início do ano foram matriculados em Portugal 1 869 pesados de mercadorias novos, menos 12,8% do que no mesmo período de 2009.

Os comentários estão encerrados.