O Porto de Veneza apela aos congéneres europeus para que desenvolvam uma nova forma de cruzeiros sustentáveis ​​e orientem o futuro mercado de cruzeiros no continente.

Pino Musolino, presidente da Autoridade Portuária do Mar Adriático Norte, enviou um convite aos portos de Málaga, Barcelona, ​​Marselha, Zeebrugge, Dubrovnik, Hamburgo, Amesterdão e Ilhas Baleares para se reunirem e discutirem o impacto económico e ambiental do sector dos cruzeiros na Europa.

Musolino considera que o modelo que se desenvolveu nas últimas duas décadas deixou de ser sustentável. De tal forma, que há o risco de as autoridades locais ou nacionais limitarem ou encerrarem os portos e as suas actividades no futuro.

“Acredito que seria útil combinar as nossas forças e ideias para estabelecer directrizes para a indústria europeia de cruzeiros do futuro, e também para transmitir aos estaleiros a necessidade de construir navios que sejam compatíveis com as nossas infra-estruturas e com o meio ambiente, finalmente criando uma classe de cruzeiros ‘European’”, acrescentou.

“Planeamos organizar, em breve, um seminário-reunião em Veneza para discutir possíveis soluções organizacionais, tecnológicas e operacionais de maneira aberta e franca, para preservar este tão importante sector para as nossas economias e, ao mesmo tempo, proteger a fragilidade de nossas cidades históricas e o seu ambiente natural”, considera Pino Musolino.

Embora o sector dos cruzeiros seja uma importante fonte de receitas para as cidades históricas, a cada vez maior dimensão dos navios e o seu impacto ambiental estão, de acordo com o presidente da Autoridade Portuária do Mar Adriático Norte, a criar “uma situação de conflito” que pode tornar-se incontrolável num futuro muito próximo.

Musolino também se referiu aos recentes incidentes em Veneza, dizendo que demonstraram que o risco de criar “danos reais e irrecuperáveis” está sempre presente e não pode ser evitado de formas completa.

Recorde-se que, há dois meses, o navio de cruzeiros MSC Opera colidiu com um cais em Veneza, atingindo um barco turístico. O acidente ocorreu no cais de San Basilio, no canal Giudecca, a 2 de Junho. Após o incidente, conservacionistas e ambientalistas apelaram ao governo italiano para banir os navios de cruzeiro na cidade.

 

 

 

Tags:

Comments are closed.