As ligações aéreas entre Trás-os-Montes e Lisboa serão retomadas até Fevereiro, Março do próximo ano, após mais de dois anos de suspensão, confia o presidente da Câmara Municipal de Vila Real.

“Temos a garantia por parte do Governo de que em breve será lançado o concurso internacional e previsivelmente no primeiro trimestre do próximo ano voltaremos a ter avião”, afirmou Rui Santos aos jornalistas.

Em Maio, o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, anunciou a criação de uma nova ligação aérea que ligaria Trás-os-Montes a Viseu, Tires e Portimão. Com esta solução, o Governo alega que poderá continuar a financiar o transporte de passageiros das regiões do Interior, mantendo o custo financeiro da operação em cerca de três milhões de euros.

Rui Santos referiu que esta ligação, que prolonga o avião até o Algarve, não é a solução que o município de Vila Real defende, mas sim a “solução possível”. “E preferimos o possível à inexistência desta carreira área. É algo que vemos com enorme expectativa, sabemos que este facto estará também associado às eleições nacionais, mas o que é importante é que a carreira área regresse”, salientou.

O autarca referiu ainda que a Câmara está a “fazer um forte investimento” no reforço das condições de segurança do aeródromo municipal, o que está a ser feito em conjunto com as corporações de bombeiros do concelho.

Ainda segundo Rui Santos, está prevista a realização de quatro viagens por dia, duas em cada sentido.

A ligação aérea entre Trás-os-Montes e Lisboa existiu de forma regular desde 1997, financiada anualmente com ajudas directas comunitárias de 2,5 milhões de euros às operadoras.

Em Novembro de 2012, o Governo decidiu suspender os voos alegando que a União Europeia não autorizava mais aquele tipo de ajuda, por os pressupostos que levaram ao financiamento das obrigações de serviço público se terem alterado com a nova acessibilidade da Autoestrada Transmontana e outras vias estruturantes.

 

Comments are closed.