A Volkswagen pretende comprar as acções da Scania que ainda não controla. Para isso dispõe-se a investir 6,7 mil milhões de euros. Objectivo: ser número um europeu nos veículos comerciais, tal como já é nos turismos.

A companhia alemã oferece 22 euros por cada uma das acções ordinárias e preferenciais que não detém, o que representa um prémio de mais de 50% sobre a cotação actual dos títulos. A administração do construtor sueco promete pronunciar-se sobre a operação dentro de 15 dias.

O prazo da OPA inicia-se a 17 de Março e termina a 25 de Abril. Caso tenha sucesso, a VW retirará a Scania de Bolsa.

A VW já controla totalmente a MAN desde meados de 2011. A compra de 100% da Scania visa facilitar a integração com a marca alemã. A Volkswagen avalia em 200 milhões de euros as sinergias possíveis entre a Scania e a MAN já este ano. E calcula em 650 milhões de euros/ano, num horizonte de 10-15 anos, o contributo para os resultados operacionais.

O projecto de integrar as operações de veículos da VW com os negócios da MAN e da Scania iniciou-se há já oito anos. Caso seja concluído com sucesso, a VW, primeiro construtor europeu de automóveis, tornar-se-á também o primeiro fabricante europeu de veículos comerciais.

Os comentários estão encerrados.