As vendas da VW Veículos Comerciais ascenderam a 336 600 unidades entre Janeiro e Agosto, em linha com as 336 400 do período homólogo do ano passado.

 

Na Europa Ocidental, mercado nevrálgico da VW Veículos Comerciais, foram entregues 235 300 viaturas de Janeiro a Agosto, mais 1,8% do que no ano passado (231 300). A Alemanha, o maior mercado individual da marca, foi responsável por 88 200 matrículas (88 500 há um ano), enquanto o Reino Unido parece ter antecipado as compras ao possível Brexit, com as 32 100 unidades matriculadas a ficarem 5,1% acima de 2018.

Nos outros maiores mercados da Europa, França caiu 1,3% (para 12 700 unidades), Itália cresceu 4,8% (para 8 800 unidades) e Espanha incrementou as vendas em 4,8% (para 12 500 unidades).

Na Europa de Leste, a marca matriculou 31 500 unidades (+15,8%) entre Janeiro e Agosto. Quanto a outras regiões, as 6 650 matrículas no México representam uma subida de 36% face ao ano passado, mas na América do Sul o cenário foi distinto, com as 25 800 unidades registadas a ficarem 14,8% abaixo de há um ano. Quanto ao Brasil, o maior mercado da América Latina, as 12 700 unidades vendidas nos primeiros oito meses de 2019 significam um incremento de 23,8% face ao período homólogo do ano passado.

Em África, houve uma subida de 32,5% (para 15 mil unidades), enquanto na região Ásia-Pacífico houve uma quebra de 13,6% (para 15 200 unidades). No Médio Oriente houve uma descida de 48,4%, para 6 300 veículos, muito às custas do mercado da Turquia, em que houve uma descida de 56%, para 5 300 matrículas (12 200 no ano passado).

Por modelos, só a Crafter aumentou as vendas até Agosto, com as 47 mil unidades a serem sinónimo de um acréscimo de 42,5%. De resto, Transporter (-2,2%, para 136 100 unidades), Caddy (-4,5%, para 104 300 veículos) e Amarok (-9,2%, para 48 900 matrículas) caíram nos primeiros oito meses de 2019.

Na análise isolada de Agosto, a marca entregou 36 200 comerciais ligeiros, mais 3,4% do que em 2018.

Em Portugal, as vendas da VW Veículos Comerciais caíram 11,7% no acumulado do ano (para 757 matrículas), mas subiram 17,2% em Agosto (para 109 unidades).

Comments are closed.